top of page
Buscar
  • Foto do escritorAmpera

Soluções em Qualidade de Energia para Pecuária de Leite

Atualizado: 19 de jun. de 2018


Entenda como problemas na rede elétrica podem afetar o processo de produção de leite e até mesmo o produto final.


Durante a ordenha, o nível de vácuo do sistema deve ser monitorado, para verificar se este nível está nos limites normais. Estes limites dependem do tipo de equipamento de ordenha, ou seja, se for de linha alta, se possui garrafão central, se for de linha baixa ou se for de balde ao pé. Entretanto, como a tensão da rede de energia elétrica que alimenta a bomba de vácuo oscila, a pressão do sistema também varia, podendo ocasionar problemas como ferimentos nos tetos em caso de pressão alta, ou, lentidão no processo em caso de pressão baixa.


Após a ordenha, é importante manter o leite em temperatura baixa e em toda sequência da cadeia produtiva, ainda mais que o Brasil é um país de clima quente. O ideal é que o leite atinja a temperatura de 4°C no tempo máximo de três horas após o término da ordenha. Novamente, a energia elétrica também é responsável por alimentar o sistema de refrigeração, problemas de oscilação de tensão podem resultar em queimas ou mau funcionamento do circuito eletrônico, que é sensível às variações de tensão.




Regulador de Tensão Automático

Conheça o Regulador de Tensão Automático

A AMPERA desenvolveu um equipamento inovador, para garantir que a tensão de alimentação dos equipamentos relacionados no processo de produção de leite, se mantenha de forma adequada. Através do Regulador de Tensão Automático, quando a tensão cai o equipamento a eleva, bem como, quando a tensão sobe o equipamento a abaixa, evitando os transtornos que são conhecidos por todos do setor.



O Regulador de tensão já está sendo utilizado em propriedades da região do Triângulo Mineiro e na região de Rio Verde em Goiás, com resultados bastante satisfatórios. Alguns fabricantes tanto de ordenhas, como de tanques de resfriamento, já estão em contato com a AMPERA, com o objetivo de em pouco tempo já incorporar essa tecnologia nos novos equipamentos a serem vendidos, bem como, fazer uma atualização tecnológica dos modelos que já estão em operação e tem histórico de problemas devido a oscilações de tensão.

O Regulador de tensão já está sendo utilizado em propriedades da região do Triângulo Mineiro e na região de Rio Verde em Goiás, com resultados bastante satisfatórios. Alguns fabricantes tanto de ordenhas, como de tanques de resfriamento, já estão em contato com a AMPERA, com o objetivo de em pouco tempo já incorporar essa tecnologia nos novos equipamentos a serem vendidos, bem como, fazer uma atualização tecnológica dos modelos que já estão em operação e tem histórico de problemas devido a oscilações de tensão.



47 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page